h1

Sobre a Web 2.0 e a gestão pública

outubro 28, 2010

Recentemente, entreguei meu TCC do MBA em Gestão de Sustentabilidade. Como todo trabalho de conclusão de curso, a gente fica meio maluco durante o processo e passa um tempo sem conseguir olhar praquele assunto. Mas o pior ficou pra trás e, hoje, acredito que já dá para conversar sobre isso novamente.

Meu tema é o uso da Web 2.0 para a construção de políticas públicas e fiscalização do poder público. Como havia prometido anteriormente, disponibilizo o texto integral do TCC para quem quiser baixar. Aproveito e agradeço ao Denis Russo, Luli Radfahrer, Hélio Cesar Silva, Vote na Web e à Mila Molina pela grande ajuda neste trabalho.

Aproveito e copio aqui a introdução do trabalho. Quem sabe você se interessa em ler. :)

A sociedade mudou. Em rede, ela se conecta e colabora sem a necessidadede mediações. Indivíduos saíram da posição de receptores da informação epassaram a um misto de produtores-receptores. Mudou também a maneira comoa sociedade interage com outros atores: empresas e governo. Mudou tambéma maneira como a sociedade interage com outros atores: empresas e governo. Hoje, o indivíduo, ou a sociedade, tem mais poder ao lutar pelos seus direitos e participar das decisões que afetam sua vida. Permeando essa nova realidade,e criando condições para isso, estão as novas tecnologias da informação e comunicação (TIC).

Em cerca de 50 anos, saímos de um modelo de mídia de massa para outro, colaborativo: as mídias sociais. As mudanças aconteceram num ritmo acelerado e continuam a acontecer enquanto esse trabalho é escrito. Neste trabalho, faremos uma reflexão as possibilidades e papéis das TIC na sociedade emRede, que colabora por meio de mídias sociais. Tentaremos entender como esse cenário pode favorecer o trabalho coletivo com a intenção de construir políticas públicas participativas e fiscalizar o Estado.

Para isso, estabeleceremos um diálogo com o trabalho de Manuel Castells sobrea sociedade em rede e as teorias de Pierre Lévy sobre a Inteligência Coletiva. Traremos, então, Ladislow Dowbor para a conversa, tratando das questões de acesso e organização da informação, e chegando à necessidade de transparência e acesso livre de dados pela sociedade. Para finalizar o capítulo, trataremos da Web 2.0, e de como a informação pode ser utilizada pelo coletivo inteligente para construir soluções colaborativas.

No segundo capítulo, será feita uma rápida análise do ciberativismo para, então, iniciarmos um trabalho criativo de proposição de mídias sociais como forma deutilizar as capacidades do coletivo inteligente com o objetivo de construção de políticas públicas e fiscalização do poder público. Finalmente, apresentaremos dois casos em que essas ferramentas têm sido usadas no Brasil com relativo sucesso.

“A abertura irá fortalecer nossa democracia e promover eficiência e efetividade no governo”. A frase, do presidente norte-americano Barrack Obama, joga luz sobre os objetivos desse trabalho. De fato, esperamos que, com a leitura deste, seja possível compreender um pouco melhor o papel das novas tecnologias na nova realidade da sociedade da informação.

Para baixar o trabalho, é só dar clicar com o botão direito no link e “Salvar link como”.

Democracia 2.0 – O uso das mídias sociais para a construção de políticas públicas e fiscalização do poder público

About these ads

One comment

  1. [...] meio da minha pesquisa que deu origem ao TCC sobre mídias socias e políticas públicas, tropecei em uma regra não escrita da web que, sem [...]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 100 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: