Posts Tagged ‘ônibus’

h1

Lágrimas por São Paulo

junho 14, 2013
016_lost_art_br_protestsp

Foto: Lost Art

Ontem, eu não estava no protesto. Eu não respirei o gás lacrimogêneo, mas as lágrimas teimaram em correr. Eu não estava em Sampa, não enfrentei bombas de efeito (i)moral, não enfrentei balas de borracha. Mas sinto um nó na garganta.

Ontem, correram lágrimas de tristeza, em solidariedade a amigos e desconhecidos que enfrentaram a nuvem da violência policial. Os tiros repressores de um Estado que não quer ser contestado. Um Estado (seja qual for o partido) que vem se tornando cada vez mais ditatorial. Dois partidos que são o mesmo, a esquerda e a direita que, na prática, vivem na arrogância de que devem continuar no poder e, de cima para baixo, ditar o que é para o bem da população. E o povo deve engolir a verdade.

E ontem, correram lágrimas de orgulho. Lágrimas que não consigo reprimir. Que não quero reprimir. Ontem o povo cuspiu de volta os abusos que vem sofrendo. Escorreram lágrimas de respeito pelas milhares de pessoas que se levantaram, que se colocaram frente ao Estado e disseram: não mais.

Minhas lágrimas agridoces são causadas pelo gás que não respirei. São obra da certeza de que não nos calaremos mais. De que, enfim, nos erguemos e que o Estado nos teme.

Em um momento não muito distante, aqueles que são a mão pesada do Estado irão se perguntar por que estão batendo em seus iguais. Irão para casa, após atirar uma bala de borracha em uma mãe, em uma criança, depois de atirar gás lacrimogêneo em um idoso dentro do próprio carro e não irão dormir. Pagarão a mesma tarifa da vergonha e entenderão. E então, o primeiro escudo irá cair, a primeira flor será aceita.

E nesse momento, venceremos.

Foto: Rodrigo Soares

Foto: Rodrigo Soares

WzZoVjF

h1

Repercutindo o Atropelamento Fortuito

junho 30, 2009
Alexandre de Moraes, Kassab e Eduardo Jorge - Foto cortesia de Ciclobr

Alexandre de Moraes, Kassab e Eduardo Jorge Foto cortesia de Ciclobr

Quem acompanha o blog sabe do meu “acidente” e sobre a carta aberta que escrevi para Alexandre de Moraes e Eduardo Jorge. Ainda estou devendo um segundo post sobre o ocorrido, mas primeiro vou tratar da repercussão causada pela carta e os acontecimentos subseqüentes (eu gosto da trema, dá licença?) Read the rest of this entry ?

h1

Um atropelamento fortuito

junho 1, 2009

Campanha Neozelandesa

O texto abaixo é um e-mail aberto a todos, enviado por mim para aqueles que são responsáveis pela segurança de milhões de paulistanos. Leia, encaminhe, divulgue.

Caros secretários Eduardo Jorge e Alexandre de Moraes,

No último dia 7 de maio, fui atropelado por um ônibus. Felizmente, estou bem. Por sorte não faço parte das estatísticas da CET sobre mortes relacionadas ao trânsito. Por isso o título dessa mensagem, e por isso escrevo esta mensagem: em nome daqueles que não tiveram a mesma sorte. Read the rest of this entry ?

h1

Experiência de quase-morte

maio 15, 2009
Foto cortesia de BikePortland.org via Flickr

Foto cortesia de BikePortland.org via Flickr

Daí que eu sofri um acidente – que não foi acidente. Quinta-feira passada (7/5)  eu estava, como muitas vezes faço, pedalando pro trabalho e um ônibus aconteceu. Eu estava subindo minha rua, cerca de 3 quarteirões do meu prédio, quando um ônibus tira uma fina e pára no ponto 3 metros na minha frente. Ultrapassei rapidamente e, vejam só, não disse nada. Resolvi que não queria me irritar neste dia, já que estava voltando a ter prazer nas minhas pedaladas diárias. Read the rest of this entry ?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 100 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: