h1

Chega de violência

maio 23, 2011

 Estou com nojo. As cenas da violência policial deste fim de semana passaram dos limites do aceitável. Estive no Churrascão da Gente Diferenciada e, por algum acaso do destino, não fomos reprimidos da mesma forma. Ao analisar os últimos eventos vejo que a PM paulista teima em tomar a cidade para si. Mas a cidade é nossa, é de todos nós. Neste sábado, vamos retomar uma vez mais o espaço urbano e exigir nosso direito de nos expressar livremente, sem repressão e violência policial.

Arte: Angeli. Todos os direitos reservados

Arte: Angeli. Todos os direitos reservados

O evento já foi criado no Facebook. Vamos divulgar.

Não vou mais fundo do que isso neste post. O que foi dito pelo Panóptico neste post resume tudo que eu poderia dizer.  Cito um trecho do post, mas termine de ler por lá:

Em manifestações, a PM simplesmente deixa vir à superfície toda violência das sombras de suas cadeias. Uma pequena aglomeração num canto da cidade e logo viaturas desesperadas começam a chegar pela contra mão, como se alguém tivesse feito reféns num banco. Durante a marcha da maconha, diante de mais de 40 viaturas, quase uma centena de motos e tropa de choque em plena Av. Paulista, alguém no twitter perguntou se se tratava de um golpe militar ou algo do tipo.

Hoje, a polícia de São Paulo entende uma reunião de pessoas como uma espécie de ato terrorista iminente, toma uma ordem judicial como sinal verde para distribuir porrada e caçar sadicamente as pessoas pelas ruas.

Chega! Já basta! Toda vez que um abuso deste tamanho é cometido e comandante, secretário de segurança e governador do Estado dizem que está tudo certo e que “excessos serão apurados” estamos mais perto de um estado policial completo, onde tudo é proibido e todos são suspeitos. Votamos, somos mal representados, temos leis de convívio mas quando um grupo decide se expressar alguém indefeso acaba no hospital.

Estamos indignados! Por um grande ato contra as sequentes agressões gratuitas da polícia de SP em manifestações públicas.

Continue lendo…

Anúncios

2 comentários

  1. […] direitos sendo desrespeitados pelas mais diversas partes. Seja uma fechada no trânsito, seja a repressão da PM ao direito à manifestação do pensamento (agora assegurado, no caso da Marcha da Maconha, pelo […]


  2. […] direitos sendo desrespeitados pelas mais diversas partes. Seja uma fechada no trânsito, seja a repressão da PM ao direito à manifestação do pensamento (agora assegurado, no caso da Marcha da Maconha, pelo […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: